Eles não são só para as grandes empresas
26 | 07 | 2017
Com o lançamentos de seus novos grupos de serviços, a Abracadabra tem trazido à tona um assunto um tanto comentado: afinal, branding e design são realmente só para as grandes empresas? 

Para nós, em apenas uma palavra, a resposta é: não.

Para começar, o branding é a gestão contínua da sua marca. Para simplificar, devemos lembrar que uma marca pode ser comparada a uma pessoa: tem personalidade, crença, objetivos, história… O branding é a administração dessa sua marca, fazendo-a sempre presente e atuante em diversos “universos”, como negócios, estratégia, comunicação, recursos humanos, administração… Indo muito além do visual, da fachada. Logo, o branding vai muito além do logotipo. 

Então, se você está abrindo ou já possui um pequeno negócio, concorda que é preciso estar e ser presente em todos esses mundos para que o seu negócio funcione bem? É claro que o trabalho, o tempo e o custo são diretamente proporcionais ao tamanho do seu negócio. O rebranding da Pardal, por exemplo, levou um pouco mais de um ano para ser concluído. Por outro lado, empresas como a Aimê Café desenvolveram seus projetos em cerca de seis meses, das primeiras reuniões até a inauguração do negócio.

O case da Aimê é um exemplo do serviço Brand Start, voltado para pequenos negócios e startups que podem ser transformados a partir de metodologias que adaptamos às suas necessidades. Trabalhando também com a prática, ele possui menor tempo de duração e um custo compatível ao tamanho do negócio. 

O trabalho começou quando a empresa ainda nem existia. A ideia nasceu de um sonho antigo da proprietária Ana Lúcia Sales e as únicas informações que a Abracadabra tinha era o serviço (um café) e o estilo desejado pela cliente (algo que remetesse à casa de seus avós). "A criação da marca foi importante para dar mais segurança e credibilidade para o cliente. Dessa forma, conseguimos contar a nossa história de uma forma profissional", Conta Ana.

“Nosso trabalho com a Aimê Café começou do “zero”. Em meses, ajudamos a definir a estratégia do negócio, o nome, a identidade visual e as peças de comunicação. O mais interessante foi conseguir concretizar e materializar o sonho da Ana, que sabia o que queria mas não tinha ideia de como torná-lo real", explica Allyson Reis, head designer da Abracadabra. 

Por conta dessas diversas realidades, a Abracadabra dividiu os seus serviços e os tornou adaptáveis ao seu negócio. Assim, ficou muito mais fácil identificarmos as suas dúvidas, problemas e dificuldades, além, claro, de apresentarmos soluções. Com processos, metodologias e custos adaptados à realidade do pequeno e do médio negócio, queremos causar o impacto que a sua empresa precisa.