Vencemos! Vamos brindar com café?
22 | 09 | 2017
Mais um prêmio para as prateleiras da Abracadabra. Na noite de ontem, 21 de setembro, o diretor Allyson Reis subiu ao palco do prêmio ABRE da Embalagem Brasileira para receber um troféu inédito. No módulo Embalagem, na categoria Embalagem para MPEs (micro e pequenas empresas), o café Atelier 1913 foi o vencedor.

Mas, como que o café e a Abracadabra chegaram até lá? Voltemos um pouquinho. Neste ano, após o trabalho com o Sítio São Roque (que é um assunto para um outro texto, aguardem!), fomos procurados pelo café Atelier 1913 para construir uma estratégia de marca, criar um nome, uma identidade visual e embalagens para os produtos vindouros, com mais de 100 anos de história. O desafio era dar vida a um projeto cheio de história mas, ao mesmo tempo, contemporâneo.

Para tanto, imergimos em um mundo de histórias e “causos”, que tem como cenário o município de Mulungu, na região serrana do estado do Ceará. Cultivado no Sítio São Roque desde 1913, foi agora, em 2017, que a quarta geração da família Farias decidiu criar uma marca para compartilhar com o mundo a tradição e as características especiais do café produzido até hoje pelo sr. Gerardo, 92 anos, filho dos fundadores. Por possuir uma produção 100% artesanal, indo do plantio à embalagem, tudo da marca precisava remeter ao handmade.

O próprio universo do Atelier 1913 serviu de inspiração para todo o processo. A embalagem foi pensada para ser prática, de custo reduzido e de fácil produção. O “A” serifado transmite a ideia de um produto clássico, como as capitulares dos livros antigos de receitas que encontramos no sítio.  As cores frias e o visual clean passam uma mensagem de “produto atualizado”. As fotos dos pais do sr. Gerardo, identificam os dois diferentes blends do produto: Alfredo e Amélia, juntamente com suas histórias, que, por sua vez, dão um toque artesanal, pessoal e familiar ao produto, assim como o saco de papel craft. Um barbante e um carimbo com o nome da marca arrematam a embalagem. 

“Dessa forma, conseguimos juntar, em um único produto, o design atual, a história e o artesanal. São três elementos que a Abracadabra gosta de reunir em um único projeto e, por isso, o selecionamos para concorrer ao Prêmio ABRE de Embalagem Brasileira”, explica a sócia fundadora, Monike Oliveira.

O prêmio da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) foi o primeiro do café Atelier 1913 e é recebido pela Abracadabra com muita alegria. “No quesito embalagens, esse é o mais tradicional e importante prêmio do setor. Para a Abracadabra, vencê-lo é ser colocado no rol das melhores empresas”, ressalta o sócio fundador da Abracadabra, Allyson Reis. 

Sobre o prêmio 
Atuando com foco na valorização da embalagem nacional, o prêmio reflete a missão de valorizar a embalagem nacional. Completando 50 anos, a ABRE premia, por meio das suas categorias, a inovação, a tecnologia, o design, a sustentabilidade, ou seja, tudo o que possa tornar as embalagens e a sociedade melhores.